Clima e recursos naturais

A Resex Renascer pertence ao bioma Amazônia, e à bacia hidrográfica do Xingú (fonte: ISA).

Em 2006, visando a criação da Resex Renascer, foi realizado um laudo biológico na região proposta para a criação da unidade de conservação (Elildo A. R. Carvalho Jr., Ivo R. Ghizoni Jr., Ana Telma Melo, Laudo biológico proposta de criação da Reserva Extrativista Renascer, Prainha, PA, IBAMA, Santarém/PA, novembro de 2006); destacamos em baixo alguns pontos deste laudo; vale dizer que algumas áreas incluídas no estudo, ficaram fora do perímetro final da Resex. O laudo biológico completo pode ser baixado aqui.

“O clima da região é tropical quente com curto período de estiagem […]. A temperatura média anual é de 25,6o C e a umidade relativa média é superior a 80% durante praticamente todo o ano. A precipitação anual é de cerca de 2000 mm, sendo sazonal, com uma estação chuvosa de dezembro a junho e uma estação seca de julho a novembro” (Carvalho, p. 4).

“As seguintes fito-fisionomias foram identificadas na região: floresta de terra firme, floresta inundável, floresta de igapó, vegetação secundária, campo de restinga e campo de várzea (Idem, p. 5). Uma espécie que pode ser considerada endêmica [na floresta inundável] é a Hevea spruceana (Benth.) Müll. Arg., conhecida como seringueira-barriguda, uma planta de baixios encharcados cuja distribuição acompanha as matas de várzeas ou de igapó que correspondem à planície de alagação” (Idem, p. 6).

A biodiversidade animal regional é relevante, como atestam os seguintes dados preliminares levantados:

Anfíbios Répteis Aves Mamíferos
Familias 18 7 160 43
Generos 13 7 40
Especies 4 3 2

(Fonte: reelaborarão baseado em Idem, pp. 10-18)

“Dentre as espécies registradas que se destaca pela raridade e ameaça de extinção […] é a ararajuba (Guarouba guarouba)” (idem, p. 13).

“Os moradores locais utilizam os recursos da fauna e da flora para diversos fins, incluindo alimentação, habitação, medicina, artesanato e ornamentação. A variedade de recursos utilizada é grande e reflete o profundo conhecimento que os moradores possuem sobre a biodiversidade regional” (idem, p. 19).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s